A ambiguidade se tornou o status quo na maioria de nossas organizações. E é o inimigo da eficiência, produtividade e um resultado final saudável.

Conseguir clareza é a única maneira de derrotar esse inimigo. Mas esclarecer tudo, desde o por que sua organização existe e quais são suas prioridades, até como as pessoas devem operar com base em sua função claramente definida, requer tempo e esforço.

Considerando que duas pessoas podem levar meio dia para esclarecer uma questão tão trivial quanto o que comer no jantar (eu sei do que estou falando), não é de admirar que muitos achem que a complexidade do ambiente organizacional faz com que a clareza pareça impossível. Além do nosso ambiente desordenado atual, alguns hábitos e nossa composição psicológica podem impedir o pensamento claro.

Aqui estão seis armadilhas a serem observadas:

Você está no escuro. O primeiro passo para mudar qualquer hábito é reconhecer que você o possui. Isso é mais difícil do que parece, pois fica no meio do que está sendo comunicado e do que está sendo recebido. Eu acho que uma ideia é perfeitamente clara, mas a comunicação também tem que ser clara. Você, por sua vez, pode pensar que entende alguma coisa, mas não entende. A comunicação e a repetição de sua compreensão são fundamentais. Trabalhei com um colega chamado Luís, que tinha o hábito de explicar uma tarefa e ao final perguntar – Entendeu? Todos respondiam – Sim. Ao que Luís em seguida dizia – Então repete. Nesse momento a confusão estava armada – “Risos”

Você não tem curiosidade. “Por quê?” É a pergunta mais frequente que as crianças fazem pois reflete nosso desejo inato de saber. Mas à medida que crescemos, nossa curiosidade é deixada de lado. Isto é uma vergonha. A curiosidade nos leva a tentar coisas que as pessoas dizem que não podemos realizar ou a diferenciar entre duas opções. Felizmente, as organizações estão cheias de pessoas com curiosidade adormecida esperando para serem provocadas. Com um pouco de persuasão e o cultivo de uma cultura acolhedora, eles podem revigorar essa curiosidade, onde as perguntas são incentivadas e recompensadas.

Você acha que sabe tudo. Muitos líderes pensam que sabem, mas não sabem, e não vão perguntar. A arrogância deles atrapalha e os impede de ver a imagem completa, ou como sempre digo aos que trabalham comigo “enxergar todo o cenário”. Felizmente, as mentalidades são maleáveis. As pessoas podem superar sua arrogância e adotar uma mentalidade de crescimento com reflexão, treinamento e algum trabalho sobre si mesmo. Eles podem optar por abandonar sua crença de que sabem tudo e começar a fazer mais perguntas motivadas pela curiosidade de mais pessoas.

Você é tendencioso. Os preconceitos servem como filtros para o cérebro. Eles vasculham as milhares de informações e transmitem apenas as que consideram importantes. As decisões tendenciosas às vezes dão certo, mas os líderes devem tomar cuidado com seus “instintos”. Isso ocorre porque preconceitos não são confiáveis por definição. Meus preconceitos podem ser diferentes dos seus e os seus de outra pessoa. Não estamos todos na mesma direção se o viés está nos levando.

Você coloca o prato muito cheio. As organizações dão às pessoas de todos os níveis muito mais a fazer em um determinado dia do que elas podem razoavelmente alcançar. As pessoas geralmente sentem que não têm tempo para parar, avaliar e considerar se as ações que realizam rotineiramente são as corretas. Poucos de nós estão no controle de nosso tempo, mas aqueles que estão, ou podem influenciar como o tempo é gasto por outras pessoas, devem investir em dar às pessoas uma porcentagem de seu tempo para avaliações e solução de problemas.

Você está com medo. Todos os obstáculos psicológicos e comportamentais à clareza compartilham uma causa comum: o medo. O medo vem de várias formas e tem muitas raízes. No entanto, na maioria dos casos, o medo que as pessoas sentem em buscar clareza no local de trabalho se baseia em pensamentos incompletos. O problema que você está evitando existe se você busca clareza ou não. Perceba que quanto mais você esperar, piores as consequências desse problema podem se tornar – e mais difíceis de corrigir.

Obter clareza é um trabalho árduo – mas pode ser libertador, produtivo, eficiente – e lucrativo.

Espero que tenham gostado! NOS VISITE – inovacaodisruptiva.eng.br

Até a próxima